sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Viagem a Espanha com Ralph Lauren

A sensualidade feminina em que o estilista brasileiro Francisco Costa apostou para a Calvin Klein Collection e o ar hispânico que Ralph Lauren deu a sua nova colecção, inspirada em touradas e no flamenco, encerraram nesta quinta-feira a Semana de Moda de Nova York.



"É uma mulher muito sexy, muito sensual, mas também muito segura", disse Costa, diretor criativo para a linha feminina da badalada marca nova-iorquina, em entrevista à Agência Efe após a apresentação de suas apostas para a primavera de 2013, definidas como "um diálogo global em evolução sobre a forma e a sensualidade".
O designer mineiro apresentou uma nova silhueta muito feminina, mas sempre com um toque futurista que evidencia o busto, com cinturas altas e marcadas, com peças "altamente estruturadas" e que jogam com sombras e contrastes.

Pela passarela desfilaram 33 modelos, que mostraram "um contraste de volume, textura e estrutura" alcançado à base de "um equilíbrio entre a tensão e a fluência", descreveu Costa, que surpreendeu ao apresentar várias peças cheias de pregas e costuras aparentes.
"Queria revelar, expor elementos que ficam intocados no interior", esclareceu Costa, que deixou seu trabalho visível em aberturas nas saias e em mangas angulares, e se propôs atualizar o estilo de Carolyn Bessette, que foi esposa do falecido John F. Kennedy Jr.
Também foram apresentadas calças, algo pouco comum na marca: "Adoro calças. São minhas favoritas e nesta temporada mostramos muitas mais que em outras ocasiões", explicou o costureiro, que se mostrou fiel a seus esboços arquitetônicos.
Uma das grandes surpresas da coleção foi o uso de redes sobre vestidos, dando assim cor, transparência e sedução a numerosas peças, enquanto Costa também apresentou alegres vestidos curtos, outros envolvidos com drapeados e combinações de duas peças.
As cores formaram uma "paleta muito básica de preto e marfim", com tons como o cinza, segundo o costureiro, que também incluiu toques de azul e amarelo pastel ao longo de uma coleção que reuniu na primeira fila do desfile às atrizes Diane Kruger, Emma Stone e Amy Adams.

Horas antes, Ralph Lauren fez história com seu desfile número 80, momento que viveu "como o primeiro dia".
"Não há nada como o que você sente quando entra na passarela após um desfile. Toda vez você se sente como na primeira", disse o criador, de 72 anos, pelo Twitter, após uma apresentação em que prestou homenagem à Espanha com uma coleção completa com referências ao traje de toureiro e o jeans.
"Sempre me inspiro em lugares distantes e exóticos. Posso não ter ido ao lugar, mas na minha imaginação é real", contou o consagrado costureiro, que apresentou também alguns modelos com boinas e lenços de cores vivas no pescoço, além de incluir sua própria versão das mantilhas (echarpe tradicional) em um azul turquesa vivo.

Ralph Lauren e Calvin Klein fecharam com chave de ouro uma Fashion Week em que os grandes da moda americana desfilaram com suas apostas para a próxima primavera-verão, entre as quais se destacaram as listras e transparências, assim como as saias curtas e os shorts.
O brasileiro Carlos Miele, os venezuelanos Carolina Herrera e Ángel Sánchez, os americanos Diane von Furstenberg, Michael Kors e Nanette Lepore, assim como o cubano Narciso Rodríguez, o dominicano Oscar de la Renta e o espanhol Custo Dalmau, exibiram na passarela as suas novas colecções, assim como famosas como Victoria Beckham e Katie Holmes, que apresentaram suas próprias linhas de roupas.

Jovens designers nacionais revelam propostas na London Fashion Week

No dia 18 de Setembro, a partir das 17h30, a London Fashion Week, um dos eventos mais reputados da moda internacional, conta com a visão de cinco jovens designers finalistas da Plataforma de Moda - Fashion Hub de Guimarães 2012. A participação no certame resulta de uma parceria da Capital Europeia da Cultura com o The Mushrooms Group e constitui uma oportunidade única para que João Pedro Filipe, Rita Afonso, Maria Azevedo, Mariana Morgado e Ricardo Andrez apresentem as suas colecções para a Primavera/Verão 2013 junto de alguns dos mais influentes players do sector da moda internacional.




João Pedro Filipe - vencedor do prémio Young Creative Fashion Entrepeneur da Plataforma de Moda - Fashion Hub de Guimarães 2012 e do British Council - apresenta, na capital inglesa, a marca “senhor Prudêncio”. Destinada ao público masculino, a proposta do jovem designer personifica o criador de sapatos português dos anos 50, para o qual cada exemplar criado era sinónimo de qualidade e arte. A colecção de João Pedro Filipe para a Primavera/Verão 2013 é apelidada de “Turbina” e reflecte os poderosos “muscles cars” dos anos 70.
O designer foi ainda inspirado pela poesia futurista de Álvaro de Campos, reforçando a ligação entre o homem e a máquina. João Pedro Filipe desenvolveu peças em pele - sapatos e acessórios - com padrões gráficos que conferem a noção de movimento. Para celebrar o lançamento da marca senhor Prudêncio, JoãoPedro Filipe personalizou ainda uma bicicleta Dry Drill, reforçando o lifestyle associado à colecção.
Igrejas, varandas e arquitectura são mote para as colecções.

Presença regular na Lisboa Fashion Week, Ricardo Andrez apresenta, na semana de moda de Londres, uma colecção inspirada na uniformidade. As peças, desenhadas para mercados diferenciados como Ásia, Lisboa e Londres, são as mesmas, apenas variando nas cores utilizadas e em pormenores na assinatura do design. A designer Rita Afonso dá a conhecer a marca Palmeira, direccionada para o público feminino. A colecção “Punk Rural” é inspirada na arquitectura das entradas das igrejas do norte de Portugal.

Já a proposta da marca “Tempus Fugit”, de Maria Azevedo, reflecte um tempo perdido recordado em detalhes de tecido, corte e impressões onde as silhuetas evidenciam a ambiguidade de géneros. A colecção, apelidada de “Time flies”, apresenta novas representações visuais compostas por contornos inspirados nas varandas de ferro portuguesas. Induzida pelas questões políticas e sociais relacionadas com os movimentos pelos direitos das mulheres, a designer Mariana Morgado procurou traços dessa época na arquitectura do Porto, cidade onde reside. Desde portas e portões do século XIX até à exploração de formas e padrões, a colecção da designer portuense aborda a utilização de têxteis e do bordado moderno. A mistura de tecidos delicados e suaves e de tons frescos e leves reforça a sensualidade implícita na mulher.

A reciclagem está na Moda com o Eco Fashion 2012 em Azeitão - Setúbal

Sete novas criadoras apresentarem as suas colecções

A 3ª edição do AMARSUL Eco Fashion 2012 realiza-se no Palácio dos Duques de Aveiro – situado no centro de Vila Nogueira de Azeitão e irá decorrer, hoje, dia 14 de setembro de 2012 pelas 21h, na Praça da República.
O AMARSUL Eco Fashion é um evento único, que demonstra o potencial de reaproveitamento de resíduos recicláveis

Sete novas criadoras têm a oportunidade de apresentarem as suas colecções, totalmente concebidas a partir de materiais recicláveis, tais como jornais/revistas, madeiras, sacos de plástico, embalagens, arames, película fotográfica, entre outros materiais. A área envolvente do Palácio irá fundir-se com o conceito do Eco Fashion e fará parte integrante do Desfile.
Além do desfile destaca-se uma exposição no interior do Palácio, que apresentará de forma original manequins, que vestem modelos de uma colecção denominada “Falsos Valores”.
A magia de Vila Nogueira de Azeitão é perfeita para receber o AMARUL Eco Fashion 2012, bem como a beleza única de um palácio, que pela sua sumptuosidade contrapõe-se ao seu estado e a sua glória foi ofuscada pela sua história. Este edifício é um dos melhores exemplares de arquitetura renascentista portuguesa, a sua planta em U e as linhas que o traçam são de inspiração italiana clássica, a envergadura e volumetria tornam-no numa das maiores residências nobres rurais do País.

A entrada é livre